Coleção Memo

Edições de bolso que reúnem textos inovadores e instigantes sobre literatura, cinema, artes plásticas, política e economia, além de contos e poemas. Publicados mensalmente, os livros trazem produções inéditas e resgatam textos que estejam fora de circulação ou que tenham sido pouco divulgados.

Títulos disponíveis

 

10. Natureza americana – duas visões

(Brito Broca)

Clássico da crítica literária brasileira, Broca analisa dois romances colombianos do período romântico. Coleção Memo. No 10. São Paulo.

11. Quarta-feira

(Eric Nepomuceno)

Três contos ambientados na América Latina, flagrando situações delicadas e poéticas. Coleção Memo. No 11. São Paulo.

13. O lado obscuro

(Nelson Ascher)

Antologia que reúne poetas expressivos de diversas gerações e países da América Latina. Coleção Memo. No 13. São Paulo.

14. Museus do futuro

(Jorge Glusberg)

Reflexão sobre o conceito histórico de museu e suas perspectivas na pós-modernidade. Coleção Memo. No 14. São Paulo.

17. Brasil / EUA – Balanço poético

(João Almino)

Análise comparativa da produção poética brasileira e norte-americana contemporâneas. Coleção Memo. No 17. São Paulo.

19. Diário de Honduras

(Ruy Coelho)

Trechos do diário do sociólogo brasileiro, escrito durante sua pesquisa de campo entre os índios caraíbas. Coleção Memo. No 19. São Paulo.

20. Mistério de Huidobro

(Ricardo Araújo)

Investigação sobre a falsa edição de um livro de poemas do poeta chileno Vicente Huidobro. Coleção Memo. No 20. São Paulo.

21. Monos e antropófagos

(Jorge Schwartz)

Estudo sobre identidade cultural e colonização a partir de textos de três escritores: Leopoldo Lugones, César Vallejo e Franz Kafka. Coleção Memo. No 21. São Paulo.

22. Leituras poéticas

(João Batista de Brito)

Análise de três poetas brasileiros contemporâneos: Augusto dos Anjos, Carlos Drummond de Andrade e Manuel Bandeira. Coleção Memo. No 22. São Paulo.

23. Objecto textual

(Raul Antelo)

Análise filosófico-literária de um texto de Clarice Lispector, enfocando sua forma de estruturação da linguagem e sua visão estética. Coleção Memo. No 23. São Paulo.

24. Onde está o secretário-geral?

(João Clemente Baena Soares)

Embaixador conta suas aventuras como secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos) entre 1984 e 1994, durante momentos de crises políticas na América Latina. Coleção Memo. No 24. São Paulo.

25. Universidade brasileira

(José Leite Lopes)

Análise sobre os rumos e as necessidades da Universidade no Brasil, ressaltando a importância dos investimentos no setor. Coleção Memo. No 25. São Paulo.

26. Crônicas literárias

(Oscar Collazos e Eduardo Carranza)

Depoimentos poéticos e reflexivos sobre literatura. Coleção Memo. No 26. São Paulo.

27. Lição do fogo – amor e erotismo em Octavio Paz

(Maria Esther Maciel)

Estudo sobre as reflexões do poeta mexicano Octavio Paz acerca do amor e do erotismo, especialmente em sua obra A Dupla Chama. Coleção Memo. No 27. São Paulo.

28. Bienal do Mercosul

(Jacques Leenhardt)

Artigo que aborda questões estéticas e mercadológicas da produção artística dos países do Mercosul. Coleção Memo. No 28. São Paulo.

30. Escrituras surrealistas

(Floriano Martins)

Análise da presença do surrealismo na literatura latino-americana. Coleção Memo. No 30. São Paulo.

31. Poesia de guerra

(Bernard McGuirk)

Análise multiculturalista da intertextualidade entre poesia e questões políticas na América Latina, focada na poesia de Borges e na Guerra das Malvinas. Coleção Memo. No 31. São Paulo.

32. Paixão pela palavra

(Adolfo Bioy Casares)

Depoimento sobre literatura e viagens, dado pelo escritor argentino em 1992, em sua visita ao Memorial da América Latina. A edição traz ainda uma seleção de verbetes do Dicionário do Argentino Elegante, livro de Bioy Casares ainda inédito em português. Coleção Memo. No 32. São Paulo.

34. Júlio Dinis – história e pátria revisitadas

(Maria Manuel Lisboa)

Ensaísta portuguesa analisa os aspectos históricos na obra do escritor Júlio Diniz, especialmente nos romances escritos entre 1858 e 1871. Coleção Memo. No 34. São Paulo.

36. Novo Mundo – a idéia da Renascença

(Luiz Renato Martins)

Estudo sobre o conceito de América no contexto histórico do Renascimento e suas diferentes interpretações, com destaque para os viajantes. Coleção Memo. No 36. São Paulo.

39. Comprando idéias – Unamuno e a conexão argentina

(Alison Sinclair)

Ensaio sobre as relações intelectuais do filósofo e poeta espanhol Miguel de Unamuno com a América Latina, especialmente as influências históricas. Coleção Memo. No 39. São Paulo.

40. Gramsci – Estudos culturais espanhóis (esgotado)

(Jo Labanyi)

A autora propõe a utilização de conceitos gramscianos no estudo de elementos da cultura espanhola, com referências a Galdós e a Ortega y Gasset. Coleção Memo. No 40. São Paulo.

48. A rede textual de Ricardo Piglia

(Maria Antonieta Pereira)

Análise da obra do escritor argentino Ricardo Piglia. Coleção Memo. No 48. São Paulo.

47. O labirinto e a bússola – aspectos do tempo em Borges

(Mariângela de Andrade Paraizo)

Texto inédito sobre a questão do tempo na obra do escritor argentino Jorge Luis Borges. Coleção Memo. No 47. São Paulo.

49. União Européia e o Mercosul

(Celso Lafer)

Reprodução de palestra do analista político brasileiro Celso Lafer sobre as conseqüências político-econômicas da implementação da União Européia para o Mercosul. Coleção Memo. No 49. São Paulo.

50. Lavoura Arcaica – um palimpsesto

(Sabrina Sedlmayer)

Introdução crítica ao romance do escritor Raduan Nassar que fala de relações familiares conflituosas. O texto, inédito no Brasil, foi escrito originalmente para uma editora de Portugal. Coleção Memo. No 50. São Paulo.

51. Três entradas para Porto Rico

(José Luis Vega)

Reunião de ensaios sobre literatura porto-riquenha, inéditos em português, escritos por um importante poeta daquele país. Tradução do poeta Floriano Martins. Coleção Memo. No 51. São Paulo.

52. Almanaque das horas e outros escritos

(Julio Torri)

Seleção de textos ensaísticos e literários de importante escritor mexicano da primeira metade do século, em sua primeira edição no Brasil. Coleção Memo. No 52. São Paulo.

54. Poesia política gauchesca

(Ángel Rama)

Ensaio sobre a poesia gauchesca, em seus aspectos políticos, sociais e estéticos. Tradução de Adriana Junqueira Arantes. Coleção Memo. No 54. São Paulo.

55. Um eterno retorno: as descobertas do Brasil

(Marlyse Meyer)

Ensaio sobre a questão do descobrimento do Brasil como tema recorrente na cultura e na literatura brasileiras. Coleção Memo. No 55. São Paulo.

57. Arte latino-americana em duas mostras

(Llilian Llanes)

A crítica de arte cubana analisa o tema das bienais de arte na América Latina e sua relação com o mercado de arte internacional. Coleção Memo. No 57. São Paulo.

58. Gilberto Freyre e Roger Bastide: os dois lados da luneta

(Fernanda Peixoto)

A autora estabelece um diálogo entre Freyre e Bastide, buscando as afinidades existentes na reflexão dos dois pensadores.  Coleção Memo. No 58. São Paulo.

59. Graciliano e Portinari: utopias nacionalistas

(Ivete Lara Camargo Walty)

Ensaio sobre a figura do retirante nas obras do pintor Candido Portinari e do escritor Graciliano Ramos. Coleção Memo. No 59. São Paulo.

60. La palavra

(Torkins Delgado)

Em linguagem poética, o autor aborda a questão do barroco na formação da literatura latino-americana. Coleção Memo. No 60. São Paulo, 2002.

61. A literatura espanhola na cultura moderna

(Mario M. González)

Ensaio sobre a importância da literatura espanhola na formação da cultura moderna, do século XVI ao XX. Coleção Memo. No 61. São Paulo, 2002.

62. A criação artística e a psicanálise

(Cyro Martins)

Ensaio do escritor e psicanalista Cyro Martins que discute sobre a aplicação da psicanálise à compreensão do processo criativo. Coleção Memo. No 62. São Paulo, 2002.

63. 80 anos dedicados à integração da América Latina

(André Franco Montoro )

Depoimento do ex-governador Franco Montoro sobre sua trajetória na luta pela união dos povos latino-americanos, prestado durante homenagem aos seus 80 anos. Coleção Memo. No 63. São Paulo, 2002.

64. Navio de imigrantes, identidades negociadas

(Maria Zilda Ferreira Cury)

Ensaio sobre a produção literária e artística brasileiras, identificando referências à questão da imigração. Coleção Memo. No 64. São Paulo, 2002.

65. Imagens afetivas no cinema latino-americano

(Ana Maria Amado)

A autora, da Universidade de Buenos Aires, analisa como o cinema argentino focaliza as relações de afeto. Coleção Memo. No 65. São Paulo, 2002.

 

Cada livro tem de 20 a 60 páginas.

*R$ 3,00 cada exemplar.

Para adquiri-los, dirija-se à área de publicações do Memorial da América Latina

(entre em contato com o setor de publicações do Memorial)

editor@memorial.sp.gov.br

Títulos esgotados

1. Damian Bayón – um olhar sobre a América

(Aracy Amaral)

Ensaio sobre a obra do historiador de arte argentino, importante divulgador da produção artística  latino-americana. Coleção Memo. No 1. São Paulo.

2. Presença de Cortazar

(Fábio Lucas)

Em tom de reportagem, Lucas conta a viagem que Júlio Cortázar fez ao Brasil e comenta sua obra. Coleção Memo. No 2. São Paulo.

3. Caldeirão cultural

(Gustavo Beyhaut)

Análise das possibilidades e contradições da integração cultural e política na América Latina. Coleção Memo. No 3. São Paulo.

4. Três (re)inscrições para Severo Sarduy

(Haroldo de Campos)

Comentário sobre a personalidade e a obra deste escritor da vanguarda cubana. Coleção Memo. No 4. São Paulo.

5. Strip-tease de Gilda

(Ignácio de Loyola Brandão)

Crônica sobre a paixão pelo cinema e as imagens marcantes da produção cinematográfica latino-americana. Coleção Memo. No 5. São Paulo.

6. Arte moderna – os desencontros de dois continentes

(Nicolau Sevcenko)

Ensaio crítico sobre as relações entre a arte moderna latino-americana e européia. Coleção Memo. No 6. São Paulo.

7. It’s all Brasil

(Sylvio Back)

Análise sobre as relações entre o documentário de Orson Welles e o livro de Stefan Zweig que têm o mesmo título desta publicação. Coleção Memo. No 7. São Paulo.

8. Teoria de sistemas – Arte?

(Achille Bonito Oliva)

Discussão sobre os rumos da arte no cenário da globalização e da pós-modernidade. Coleção Memo. No 8.  São Paulo.

9. Cozido e cru

(Gerardo Mosquera)

Reflexão sobre a riqueza criativa e antropológica da arte latino-americana. Coleção Memo. No 9. São Paulo.

12. Balada para um amor possível

(Eduardo Heras León)

Conto do escritor cubano que aborda a relação amorosa entre um estudante e uma mulher comum em Havana. Coleção Memo. No 12. São Paulo.

15. Identidade cultural

(Stuart Hall)

Ensaio sobre a identidade cultural no contexto da migração e do multiculturalismo. Coleção Memo. No 15. São Paulo.

16. Imagens da integração

(Hugo Achugar)

Comentários sobre o imaginário que envolve o contexto da integração econômica do Continente. Coleção Memo. No 16. São Paulo.

18. ALCA e os interesses do Mercosul

(Gilberto Dupas)

Comentários sobre as perspectivas de formação dos blocos econômicos na América Latina e os interesses norte-americanos. Coleção Memo. No 18. São Paulo.

29. Democracia e mass media

(Néstor García Canclini)

Ensaio sobre a influência dos meios de comunicação de massa nas relações políticas na América Latina, enfocando o caso das esquerdas. Coleção Memo. No 29. São Paulo.

33. Poesia, linguagem

(Reynaldo Damazio)

Antologia de poemas latino-americanos que têm a palavra e a poesia como temas. Entre os autores há poetas pouco divulgados no Brasil (a maioria inéditos em português) e nomes conhecidos, como Borges, Paz, Huidobro e Lezama Lima. Coleção Memo. No 33. São Paulo.

35. Local / global

(Wander Melo Miranda)

Ensaio sobre as implicações entre publicidade e literatura na formação da cultura brasileira, em abordagem multiculturalista. Coleção Memo. No 35. São Paulo.

37. América em movimento

(Nelson Herrera Ysla)

Importante curador e crítico de artes plásticas cubano reflete sobre os movimentos artísticos contemporâneos na América Latina e sua relação com a História. Coleção Memo. No 37. São Paulo.

38. Antropofagia e globalização

(Francisco Viana)

Artigo crítico sobre o fenômeno da globalização sob a ótica antropofágica dos países subdesenvolvidos, com suas contradições ideológicas. Coleção Memo. No 38. São Paulo.

41. Política e estética nos musicais da Fox

(Bruce Babington)

Análise de uma série de musicais norte-americanos da década de 40, produzidos pela Fox, sob a perspectiva da apresentação ideológica da cultura latino-americana. Coleção Memo. No 41. São Paulo.

42. Os mecanismos do humor em Carpentier

(Evelyn Fishburn)

Estudo sobre o humor presente na obra do cubano Alejo Carpentier, revelando um aspecto pouco explorado nos comentários sobre o escritor. Coleção Memo. No 42. São Paulo.

43. Música no Mercosul

(Oscar D’Ambrosio)

Apresentação da diversidade musical latino-americana, sob a perspectiva da integração, enfocando a produção recente no Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Coleção Memo. No 43. São Paulo.

44. Futurismo e Cubismo no Brasil

(Annateresa Fabris)

Ensaio sobre a influência do Futurismo e Cubismo, movimentos de vanguarda do início do século XX, nas artes plásticas do Modernismo brasileiro. A autora aborda a polêmica sobre a recepção das novas tendências estéticas pela crítica e analisa aspectos da obra de Tarsila do Amaral. Coleção Memo. No 44. São Paulo.

45. Dois poetas cubanos

(Jorge Rodríguez Padrón)

Análise da poesia dos cubanos Lezama Lima e José Koser. Coleção Memo. No 45. São Paulo.

46. Transfigurações

(Octavio Paz)

Ensaio sobre a pintura de Tamayo, com reflexões sobre a obra de arte moderna. Coleção Memo. No 46. São Paulo.

53. Geometria da água & outros poemas

(José Kozer)

Coletânea de poemas de um dos poetas cubanos mais importantes da atualidade. Este é o primeiro livro de Kozer editado no Brasil. Tradução do poeta Claudio Daniel. Coleção Memo. No 53. São Paulo.

56. Os brasileiros e a Nossa América

(Antonio Candido)

Ensaio analisa a relação de escritores brasileiros com a temática da América Latina, no período de formação de nossa literatura. Coleção Memo. No 56. São Paulo.

Para adquiri-los, dirija-se à área de publicações do Memorial da América Latina

(entre em contato com o setor de publicações do Memorial)

editor@memorial.sp.gov.br

*preços estimados. Verifique o preço e a disponibilidade com o setor de publicações deste Memorial. Os valores dos livros podem ser alterados sem aviso prévio ou atualização imediata dessa seção.

Publicações Memorial

e-mail: editor@memorial.sp.gov.br

fone: 3823-4600

Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – ao lado da Estação Barra Funda do Metrô