Música – Argentina

Alguns destaques:

• Astor (Pantaleón) Piazzolla

Piazzolla no MemorialAno de Nascimento: 1921

Ano de Falecimento: 1992

Principais Obras: Adiós Nonino, Fuga y Mistério, Libertango, Por una Cabeza (versão)

Biografia: Passou a infância entre Buenos Aires e Nova York . Começou a estudar música aos 9 anos nos EUA, continuou em Buenos Aires e na Europa. Em 1935 encontrou Carlos Gardel, ao participar no filme El Día que me Quieras. Sua carreira começa verdadeiramente quando decide participar como bandoneonista na orquestra de Aníbal Troilo. Em 1955, de volta Buenos Aires, forma o Octeto Buenos Aires que durou até a meados dos anos 60. Seu público era integrado por universitários, jovens e intelectuais. Em seus últimos anos, preferiu apresentar-se em concertos como solista acompanhado por uma orquestra sinfônica. Faleceu deixando uma obra que abrange cinquenta  álbum.

Site oficial: http://www.piazzolla.org/index-espanol.html

Fontes de consulta:

http://www.mibsasquerido.com.ar/Personagens08.htm

http://www.piazzolla.org/biography/biography-english.html

• Atílio Stampone

Ano de Nascimento: 1926

Principais Obras: trilhas sonoras dos filmes Tango Bar e História Oficial

Biografia: Nascido em Buenos Aires, em 1926, Stampone tem no currículo uma longa carreira de líder de orquestra, compositor, arranjador, maestro e pianista. Os seus trabalhos mais conhecidos internacionalmente são a parceria com Astor Piazzolla (de quem foi pianista em meados dos anos 40 e no final dos anos 50).

Fonte de consulta:

http://fxrnxndx.blogspot.com/2007/05/conexo-latina-2007.html

• Fito Páez (Rodolfo Páez Ávalos)

Foto: Pedro Kristian LopezAno de Nascimento: 1963

Principais Obras: La balada de Donna Helena, Mariposa tecknicolor

Biografia: Com apenas oito meses de idade, Fito perde a sua mãe, que falece aos 33 anos de idade. 1976 Entre os 16 e os 17 anos formou vários grupos e em 1980 formou Staff, a primeira banda com a qual pode ganhar o respeito dos músicos locais. No ano de 2000 ganha dois prêmios Grammy Latino, melhor artista e melhor canção de rock por Al lado del camino. Em 2001 seu primeiro longa-metragem como diretor de cinema com Vidas privadas. Em maio de 2003 edita Naturaleza sangre e que conta com a presença da cantora brasileira Rita Lee, de Charly García e de Luis Alberto Spinetta como convidados.

Fonte de consulta:

http://www.bastaclicar.com.br/musica/biografia.asp?id_artista=478

• Gato Barbieri (Leandro J. Barbieri)

Ano de nascimento: 1934

Principais Obras: Beautiful Walk, Para Todos, Last tango in Paris

Biografia: Começou tocando tango e outros ritmos latinos americanos em bares de Buenos Aires para onde mudou ainda adolescente. Com dezenove anos foi contratado pela orquestra de Lalo Schiffrin. Ao deixar a orquestra passou a liderar suas próprias formações e foi nessa época que se decidiu pelo sax tenor. Em 1962 passou sete meses no Brasil tocando e absorvendo coisas novas antes de embarcar para a Itália. Na Europa conheceu John Coltrane e Pharoah Sanders que veio a influenciar em seu estilo. Em 1972 compos a trilha para o filme de Bernardo Bertolucci, “Último Tango em Paris”. O disco da trilha ganhou um Grammy e rendeu convites para os festivais de Montreux, Bologna, Berlin, Newport e outros.

Site oficial: http://www.centralentertainment.com/gato/

Fonte de Pesquisa:

http://www.gatobarbierinewsletter.com/

http://www.ejazz.com.br/detalhes-artistas.asp?cd=288

• Juan Falú

Ano de nascimento: 1948.

Principais Obras: Con la guitarra que tengo e Luz de giro

Biografia: Compositor e violonista, Realizou concertos em mais de 20 países das Américas, Europa, África e Ásia. Em 2000, obteve o prêmio Nacional de Música outorgado pelo governo argentino. Seus discos foram mencionados entre as melhores produções de seus respectivos anos pela imprensa argentina e pelos meios internacionais especializados. O artista tem obras editadas na Argentina, França, Bélgica e Costa Rica. Dirige o festival “Guitarras Del Mundo” – considerado o maior encontro internacional do gênero – e é docente no Conservatorio Manuel de Falla de Buenos Aires, onde colaborou na criação da primeira carreira superior de folclore e tango da cidade.

Site oficial: http://www.juanfalu.com.ar/

Fontes de consulta:

http://www.saopaulo.sp.gov.br/sis/lenoticia.php?id=93562&c=5019

http://www.raicesargentinas.com.ar/Notas/biografias/falu.htm

• Mercedes Sosa

Ano de Nascimento: 1935

Principais Obras: Gracias a la Vida, Volver a los 17, Misa Criolla e o Álbum Corazón Libre;

Biografia: Nascida em Tucumán em 1935, Mercedes Sosa é uma cantora argentina de grande apelo popular na América Latina. Seu Apelido é “La Negra”, por causa dos grandes cabelos pretos, longos e lisos. Foi descoberta aos quinze anos de idade, cantando numa competição de rádio em sua cidade natal. Gravou o primeiro disco Canciones côn Fundamento, com perfil de folk argentino. Cinsagrou-se internacionalmente nos EUA e Europa em 1967, e em 1970, com Ariel Ramirez e Feliz Luna, gravou Cantata Sudamerica e Mujeres Argentinas. Gravou um Tributo também à chilena Violeta Parra.

Site oficial: http://www.mercedessosa.com.ar/marcosmaster.htm

Fontes de consulta:

http://guia1.folha.com.br/guia/shows/regional/110356/mercedes_sosa

Crédito: Pesquisa/texto: Maurício Soares Rahal, Jacqueline Santiago

Coordenação da BV@L e temáticas: Marcia Rosetto