No Memorial, Jazz na Rua convida à liberdade de dançar

0

Sabe aquelas danças contagiantes conhecidas dos filmes antigos de Hollywood? Pois elas continuam vivas hoje no Lindy hop, dança de salão surgida no bairro do Harlem, em Nova York, nos anos 1930 e difundida no Brasil pelo projeto Jazz na Rua – e que volta a ter como palco a Praça da Sombra do Memorial da América Latina no dia 25 de março.

Qualquer pessoa pode participar do agito geral porque a festa é aberta e gratuita ao público, e para qualquer faixa etária. Serão três horas de swing jazz com DJs convidados, show com a banda “Fizz Jazz” e aula aberta ao ritmo de Lindy hop que convida o público a aprender as nuanças e o remelexo da dança.

O Jazz na Rua é um projeto itinerante que, além do Memorial, já passou por vários pontos turísticos de São Paulo, como Avenida Paulista, Largo da Batata e Praça Roosevelt, e também por Rio de Janeiro, Maceió e Belo Horizonte.

Por seu estilo despojado, descontraído e divertido, os participantes podem ficar à vontade para dançar em duplas, em rodas (nas chamadas Jams) ou mesmo sozinhos. “O importante é entrar no clima do Jazz: improvisar e soltar o corpo!”, diz Gustavo Abumrad, um dos coordenadores do evento.

O próximo encontro “Jazz na Rua” integrará a programação de eventos em comemoração aos 29 anos do Memorial, celebrado em 18 de março. No domingo (25), a partir das 15 horas, todo o público está convidado a vir improvisar e se expressar através da dança!

Serviço
“Jazz na Rua”
Data: 25 de março (domingo)
Horário: das 15h às 18h
Local: Memorial da América Latina – Praça da Sombra
Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Metrô Barra Funda (portões 8 e 9)
Entrada gratuita
Classificação livre}
Evento na rede: https://www.facebook.com/jazznaruasp/

Compartilhar.

Comentários encerrados.