Augusto Roa Bastos

0

augusto-roa-bastos-6Considerado o escritor paraguaio mais importante do século XX, Augusto Roa Bastos (1917-2005) é um dos grandes narradores da literatura latino-americana.

Vencedor, em 1989, do Prêmio Cervantes, o mais importante das letras em língua espanhola, confessou a grande influência de Don Quixote em sua obra. Defensor de uma América Latina unida e integrada, em 18 de março de 1989, esteve presente na inauguração da Fundação Memorial da América Latina, projeto que o entusiasmou desde o primeiro momento. Na ocasião, recebeu o Prêmio Estado de São Paulo – Categoria Literatura, por sua contribuição para o enriquecimento cultural dos povos latino-americanos.

Roa Bastos é autor de obras pontuais para se compreender a região. Seu livro de maior sucesso surge em 1960, Hijo de hombre, sobre o poder e as atrocidades em seu país. Outro marco das similaridades e idiossincrasias da América Latina – Eu, o Supremo (1974) elabora uma densa reflexão sobre a política. Nessa obra, Roa Bastos relata as agruras de um país atormentado pela ditadura de José Gaspar Rodríguez Francia, que conduziu o país com mão de ferro, de 1814 a 1840.

Sua militância político-literária o obrigou a se exilar em Buenos Aires, em 1947, para fugir do regime militar. Viveu quase 50 anos fora de seu país, trabalhando e ensinando na Argentina, Itália, França, Inglaterra e Espanha. No entanto, sua produção literária sempre esteve ligada às condições políticas, sociais e culturais do Paraguai.

Obras de Roa Bastos no acervo da Biblioteca Latino-americana

ROA BASTOS, Augusto. El baldío. 2. ed. Buenos Aires: Losada, 1976.

______. Contravida. Rio de Janeiro: Ediouro, 2001.

______. Eu, o supremo. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

______. Eu, o supremo. Rio de Janeiro: Paz e Terra, [1992].

 ______. El fiscal. Madrid: Alfaguara, 1993.

______. Hijo de hombre. Buenos Aires: Losada: Página/12, 2005.

______. Hijo de hombre. 5. ed. Buenos Aires: Losada, 1973.

______. Hijo de hombre. 6. ed. Buenos Aires: Losada, 1976.

______. Los pies sobre el agua. Buenos Aires: Centro Editor de América Latina, 1976.

______. Madama Sui. Buenos Aires: Seix Barral, 1995.

______. El trueno entre las hojas. Buenos Aires: Losada: Página/12, 1976.

______. El trueno entre las hojas. 4. ed. Buenos Aires: Losada, 1976.

______. Vigília do almirante. Primeiro de Maio, PR: Mirabilia, 2003.

ROA BASTOS, Augusto et al. O livro da guerra grande. Rio de Janeiro: Record, 2002.

Artigos na Revista Nossa América

ROA BASTOS, Augusto. A árvore resplandecente. Nossa América, São Paulo, n. 2, p. 22-25, 1994.

______. A queima de um adeus prematuro. Nossa América, São Paulo, n. 3, p. 23-26, 1990.

Para consultar o catálogo online da biblioteca, clique aqui.

Compartilhar.

Comentários encerrados.