Musical Cazuza, Pro Dia Nascer Feliz tem apresentação gratuita no Memorial.

1

Atenção: Não serão distribuídos ingressos para esse show gratuito. É só chegar. A Praça Cívica do Memorial terá 5 mil cadeiras. O espaço, porém, comporta um público bem maior.

A Fundação Memorial da América Latina apresenta o musical “Cazuza, Pro Dia Nascer Feliz”, na sexta, 26 de junho, às 21h, com entrada franca. O espetáculo será ao ar livre, sem necessidade de retirada de ingressos, em palco montado na Praça Cívica (com a escultura da Mão). O texto é de Aloisio de Abreu, baseado no livro “Só as mães são felizes”, de Lucinha Araújo (mãe de Cazuza). A direção é de João Fonseca. Daniel Rocha assina a direção musical. O elenco de 18 artistas é encabeçado pelo músico e ator Emílio Dantas. Uma banda toca ao vivo e faz os acompanhamentos. O espetáculo tem duração de 1h30, com classificação etária de 14 anos.

O musical narra a “vida louca/vida breve” do cantor e compositor Cazuza, desde o início da sua meteórica carreira, em 1981 – com os shows no Circo Voador, à frente do Barão Vermelho – até a morte prematura, em 1990, aos 32 anos. Mais de 200 mil pessoas, em 13 cidades brasileiras, já viram esse espetáculo teatral.

O autor Aloisio de Abreu conta que criou a estrutura dramática do espetáculo a partir de entrevistas com pessoas das relações de Cazuza. Curiosamente, não conhecia o artista, embora frequentassem os mesmos lugares. “Mas, sempre tive profunda identificação com a obra dele, que tem um quê de crônica da nossa época, revelando de forma rasgada comportamentos típicos dos jovens que todos éramos nos anos oitenta”.

A pesquisa final indicou que Abreu teria que contar a história de forma ágil, levando em conta que a vida do personagem foi curta e ao mesmo tempo, muito intensa. Assim, desenvolveu o texto a partir de passagens pontuais na trajetória artística e do artista: a descoberta do teatro, o gosto pelo rock, o momento em que resolve cantar, montar uma banda, se profissionalizar, o estouro, as brigas, a mudança no estilo de sua obra, o estrelato solo, a descoberta da doença, a urgência poética no fim das forças.

A trilha sonora reúne os maiores clássicos do astro do rock nacional, entre os quais Brasil, Codinome Beija-Flor, Exagerado, Faz parte do meu show, Ideologia e, claro, Pro dia Nascer feliz. O músico e ator Emílio Dantas, que faz o papel de Cazuza, explorando com precisão as diferentes facetas e nuances da personalidade do cantor e compositor carioca, ao lado de um elenco com intérpretes que dão vida a personagens que gravitaram no universo do artista.

Também estão programadas apresentações gratuitas em praça pública em Vitória (ES), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF) e Rio de Janeiro (RJ), além desta no Memorial, em Sampa.  A turnê se beneficia da renúncia fiscal do governo federal. Por meio da Lei Rouanet, empresas podem destinar parte do imposto de renda devido a atividades culturais. Neste caso, Cazuza tem o patrocínio da empresa Rede, do grupo Itaú/Unibanco.

fotos: Leo Aversa

SERVIÇO
“Cazuza, pro dia nascer feliz, o musical”
Dia 26 de junho, 21h

Praça Cívica do Memorial da América Latina

Portões 1, 2, 5 e 6 (Metrô Barra Funda)
GRÁTIS
Estacionamentos: Portões 4, 8 e 15, preços populares
Classificação etária: 14 anos.

Compartilhar.

1 comentário

  1. Jose Wilson goncalves em

    Foi tudo muito bom apesar dos poucos números de cadeira,para q o público se acomodasse melhor,aguentei firme em pé!Espetaculo fora de série.uma falha imensa e espero q repensem quando forem abraçar um evento desta magnitude, é na hora da dispersão do público no fim do espetáculo.Nos deparamos na saída,inclusive a mesma que utilizamos para entrar,um portão de no máximo 1,1/2m de largura,onde todos se espremiam para passar,qto mais se chegava perto desta saída a passos de tartaruga,acontecia um empurra-empurra, como se o portão fosse
    Fechar a qualquer momento,nesta situação,se houver qlquer imprevisto,um tumulto ,muitos serão espesotiados