ECOCINE 20 anos. Filmes, Meio Ambiente e Direitos Humanos

0

Em 1992 os olhos do mundo se voltaram para o Rio de Janeiro. Lá se realizava a ECO 92, a Conferência Mundial de Meio Ambiente que acionou o sinal de alerta sobre os perigos que o planeta vinha correndo. Naquele ano, um pessoal que compartilhava a mesma preocupação, no Litoral Norte de São Paulo, decidiu criar um instrumento de apoio à defesa do meio ambiente. Atualmente, um pouco mais de vinte anos depois, esse projeto chama-se ECOCINE – Festival Internacional de Cinema Ambiental e Direitos Humanos e vai para a 21ª edição.

Cena de “Vale dos Esquecidos”

No final do ano passado, nas cidades de Caraguatatuba e Campinas, foi comemorado o 20º ECOCINE. É uma versão menor dessa edição comemorativa que agora chega à Fundação Memorial da América Latina. O ECOCINE 20 anos marca uma nova fase da  programação cinematográfica do Memorial. Novidades serão anunciadas nos próximos meses, como a criação de um cineclube e a o incremento de exibição regular de filmes, além da expansão do Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, o Festlatino.

O ECOCINE é o primeiro festival ambiental criado no Brasil, na cidade de São Sebastião. Por meio do audiovisual, ele dedica-se à reflexão, produção, fomento e debates sobre a natureza e a vida humana. A mostra no Memorial é uma retrospectiva histórica e por isso não será competitiva. O ECOCINE 20 ANOS é composto de exibição de de filmes, debates e programação para o público infantil. Escolas e faculdades interessadas participam de atividades especiais, compostas de sessões comentadas de filmes sobre temáticas ambientais e direitos humanos, além de palestras e debates.

O ECOCINE será aberto oficialmente no dia 9, terça-feira, às 9h30, na Sala dos Espelhos (portão 13). Logo em seguida será exibido o documentário Vale dos Esquecidos, de Maria Raduan. No mesmo haverá mais duas sessões (às 14h e às 20h)  também na Sala dos Espelhos, onde a programação se desenrola até o dia 12. Nos dias 13 e 14 a sala de projeção passa a ser o espaço vídeo do Pavilhão da Criatividade. Todas as sessões são gratuitas.

Vale dos Esquecidosé um filme de 2010, de 72 minutos, que narra o conflito pela terra em Mato Grosso, uma das regiões mais violentas do país

Cartaz de “Topografia de um desnudo”

nos anos 1960. A intolerância criada pela disputa territorial entre fazendeiros, sem-terra, posseiros, grileiro e índios é tão grande quanto a certeza que cada lado tem de seus direitos pela terra. Em resumo, Vale dos Esquecidos é o relato, ainda atual do desejo intrínseco do homem pela posse de um pedaço de terra. Além dele, há outros destaques como Hotxuá, de Leticia Sabatella e Gringo Cardia, Serra da Desordem, de Andrea Tonacci, e Vlado 30 anos depois, de João Batista de Andrade.

Programe-se:

Dia 09 – Sala dos Espelhos
10h00 – Vale dos Esquecidos –- Direção de Maria Raduan, Duração 70’
14h00 – Curtas metragem realizados por alunos de escolas

Sessão – Bem-Te-Vi
Sessão Cine Escola Caravana – Curtas Multirio
20h00 –Topografia de Um Desnudo – Direção de Teresa Aguiar / Duração 84’

Dia 10 – Sala dos Espelhos
14h00 – “A Mulher e o Mar”, direção de Ariane Porto / Duração 13´
“Sustentabilidade, compartilhe essa ideia”, direção Virginia Alves/ Duração 12`

Dia 11 – Sala dos Espelhos
10h00 –Xingu – Direção de Cao Hamburger / Duração 102’
14h00 – Serra da Desordem – Direção de Andrea Tonacci / Duração 135’
20h00 –Vlado 30 anos depois – Direção João Batista de Andrade – 90’

Dia 12 – Sala dos Espelhos
14h00 – Curtas metragens realizados por alunos de escolas

Sessão Bem-Te-Vi

Sessão Cine Escola Caravana – Curtas Multirio

19h00 – “Educomunicação, o Nascimento 11” – Alunos do projeto Educomunicação – USP e Unesp.

Dia 13 – Pavilhão da Criatividade

14h00 às 18h00
Rua! Ecossistemas Urbanos
Sessão de filmes e debates, coordenados pelas professoras Lilian Amaral e Ariane Porto
Exibição do piloto do documentário RUA! – Direção Ariane Porto – 20′
Participação de Alderon Costa e Anderson Lopes Miranda, do Movimento Nacional da População em Condições de Rua.

19h00 – Filme Topografia de Um Desnudo – Direção de Teresa Aguiar / Duração 84’

Dia 14 – Filmes infantis – Pavilhão da Criatividade

10h00 – A Ilha do Terrível Rapaterra – Direção Ariane Porto – 80′
15h00 – Sessão Cine Escola Caravana – Curtas Multirio

Encerramento – 17h00

Compartilhar.

Comentários encerrados.