Especialistas discutem a Amazônia no Foro Permanente de Reflexão Sobre a América Latina

mai 10, 2012 Sem comentários

A Fundação Memorial da América Latina convida a todos para o primeiro encontro de 2012 do projeto Foro Permanente de Reflexão sobre a América Latina, que debaterá o tema “Amazônia e amazônidas: protagonismo latino-americano”. Uma iniciativa do Centro Brasileiro de Estudos da América Latina, o Foro Permanente, coordenado por Cremilda Medina, apresentará, no dia 15 de maio, na Biblioteca Latino Americana, um painel sobre a Amazônia e o habitante local. Estarão reunidos neste evento, os professores Oswaldo Coimbra e Enrique Amayo Zevallos, e o jornalista Lucas Battaglin.

Oswaldo Coimbra desenvolveu uma pesquisa de vinte anos como coordenador do Grupo de Memória da Engenharia da Amazônia, em Belém. Na contramão da produção jornalística corrente, o pesquisador procurou reconstituir a saga dos amazônidas, construtores locais ao longo de quase 400 anos. Sua contribuição ilumina o trabalho dos que são naturais da região e estudam seus temas. Coimbra já publicou essa saga em quatro livros, o que tem alimentado disciplinas de identidade cultural para alunos de Engenharia Civil da Universidade Federal do Pará. Neste momento, sua pesquisa se projetará para inventários imagéticos no Programa de Pós-Doutorado do Instituto de Artes da Unicamp.

O historiador peruano Enrique Amayo Zevallos, fixado atualmente no Brasil, trará ao painel uma dimensão econômico-social da Amazônia latino-americana e das raízes histórico-culturais dos amazônidas. Professor da Unesp, com ampla circulação internacional, há muito consolidou, em sua pesquisa, o horizonte entre a região e o Pacífico, não apenas integrado por fatores econômicos, mas também por fatores sócio-identitários. Em seus estudos históricos, há também lugar para a afirmação dos saberes locais, da agricultura à urbanização.

Para a perspectiva da atualidade amazônica, o painel receberá o depoimento do jornalista Lucas Battaglin que, a partir do programa Globo Rural, desenvolveu pautas para reportagens que se distribuíram em vários espaços jornalísticos. O despertar para essas pautas surgiu, em 2006, de um encontro indígena em São Gabriel da Cachoeira (o maior município indígena do Brasil), a que compareceram produtoras internacionais e nenhuma equipe brasileira.

A partir daí, a reportagem do Globo Rural investiu três meses de trabalho na Amazônia brasileira, colombiana, boliviana e peruana. O resultado transbordou o programa e a Rede Globo, a partir de 2008, enviou seus repórteres ao encontro de protagonistas amazônicos (ribeirinhos, cientistas, empresários, índios, cozinheiros, técnicos, mulheres e crianças). De 2009 a 2010, 104 programas de um minuto exibidos em todos os horários da programação – o “ABC da Amazônia” – consagrou a atualização de inúmeros e complexos temas, muitos deles desconhecidos do telespectador brasileiro e do público amazônico. No ano passado o Globo Amazônia foi sucedido pelo Globo Natureza, também sob a regência do Globo Rural.
Breve currículo dos participantes:

Oswaldo Coimbra: ex-repórter e ex-editor de publicações da Editora Abril, Doutor em Jornalismo pela USP, é atualmente pós-doutorando na Unicamp. Coautor do livro 64 e outros anos, escrito com o Ministro de Educação de João Goulart, Paulo de Tarso Santos, é autor de onze obras, entre as quais O texto da reportagem impressa. Em uma das publicações de sua pesquisa amazônica, realizada na Universidade Federal do Pará, traçou o perfil da engenharia militar do século XVIII – As três décadas de Landi no Gram-Pará.

Enrique Amayo Zevallos: peruano radicado no Brasil, professor do Departamento de Economia no Programa de Pós-Graduação em Sociologia na Unesp (campus de Araraquara), é também ligado ao Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas, que reúne três universidades: Unesp, PUC-SP e Unicamp. Professor visitante de instituições acadêmicas da América Latina, Estados Unidos e Europa, bem como membro de sociedades de estudos e pesquisa internacionais, seus artigos científicos têm como foco principal a Amazônia e Pacífico Latino-Americano. Na área de Estudos Internacionais, aborda temas como Países Andinos, Geopolítica e Estratégia, História da América.

Lucas Battaglin: chefe de redação do Globo Rural, coordenador do Núcleo Amazônia e do Núcleo Natureza da Rede Globo de Televisão, já foi repórter e editor da TV Cultura, e redator da TV Bandeirantes. Foi também professor de Jornalismo na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.
Serviço
Terça-feira, 15 de maio de 2012 – 19h30
Foro Permanente de Reflexão sobre a América Latina – 1° Encontro de 2012
Local: Biblioteca Latino Americana – Portão 5
Entrada Franca

Mais informações:
Tel.: (11) 3823-4780
cursos@memorial.sp.gov.br

Arquivo Notícias
Sem respostas para “Especialistas discutem a Amazônia no Foro Permanente de Reflexão Sobre a América Latina”

Responda