Memorial está mais arborizado, inclusive com árvores frutíferas

mar 27, 2012 2 comentários

O Memorial da América Latina implantou um programa de arborização dos canteiros e jardins que compõem o conjunto arquitetônico de Niemeyer. Foram plantadas 467 árvores nativas da flora brasileira nas áreas verdes do Memorial. O gramado ao lado do prédio da Administração recebeu mudas de árvores frutíferas – pitangas, ameixas, lichias e cajus. O espaço avulso do estacionamento, próximo ao portão 15, ganhou mudas de pau-brasil, árvore que hoje está em extinção. Alamedas de palmeiras foram plantadas atrás do auditório e, mais adiante, um bosque de ipês-rosa.

Veja matéria publicada no jornal da tarde sobre o verde no Memorial

Os canteiros da Av. Auro Soares de Moura Andrade, que também são mantidos pelo Memorial, conforme acordo com a subprefeitura da Lapa, receberam um tratamento especial: foi instalado um corrimão para ajudar a travessia de idosos e portadores de deficiência física.

O Memorial conta ainda com o seu próprio viveiro de plantas, localizado atrás do Pavilhão da Criatividade. Todas as mudas plantadas foram geradas de sementes doadas para a instituição e tratadas dentro deste espaço. Da Praça das Sombras são recolhidas as sementes das Palmeiras que logo darão origem a novos exemplares da espécie.

O adubo, essencial para a preparação do solo antes do plantio, é também produzido pelo próprio Memorial. As folhas e flores secas, ao invés de serem descartadas, são levadas para um cantinho onde, misturadas à terra, entrarão em decomposição e servirão para devolver ao solo os nutrientes perdidos.

Daqui a algum tempo será possível, não só admirar a beleza dos prédios projetados pelo arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer, como também árvores frutíferas e as nativas da Mata Atlântica, em um Memorial cada vez mais arborizado.

Veja matéria publicada no jornal da tarde sobre o verde no Memorial

Arquivo Agenda

2 repostas to “Memorial está mais arborizado, inclusive com árvores frutíferas”

  1. Solange Martins says:

    Eu não gosto do ambiente árido os pátios do Memorial da America Latina.
    Gostei da iniciativa de arborizar. Há muitas árvores que podem representar as regiões. Cimento representa o descaso com a nossa naturera.

  2. flor says:

    Ate que em fim uma otima iniciativa demorou.

Responda