‘Adormeça onde você realmente está: na galáxia!’

0

São Paulo, 09 de março de 2009.

 Imagine uma caixa de ferramentas. Está completa com todos os instrumentos necessários para o profissional da carpintaria. Nesta caixa há utensílios muito distintos entre si, como o martelo e um parafuso. Pensando na individualidade de cada um, não sintetizamos a idéia de um conjunto. Porém, quando usados com inteligência e de maneira harmoniosa por um profissional habilidoso, podemos observar a finalização de um grandioso trabalho. Com esta idéia simples ilustramos um dos principais tópicos explicado no sábado, 7 de março, pelo coordenador da Oficina de Teatro do II Festival Ibero-Americano de Teatro, o dramaturgo Chico de Assis, na Sala dos Espelhos do Memorial.

 

Com muito humor, Chico apresentou a estrutura teatral de maneira simples, tanto para profissionais, como para amadores. Ao explicar os principais elementos do teatro, ele sintetizou “A individualidade de cada universo deve ser respeitada em todos os seus aspectos possíveis: o ator contido e o expressivo; uma comédia e um drama. Tudo contribui para a formação do universo metafísico do teatro. Não existe uma fórmula exata, mas uma nuvem de possibilidades que, sem esta, o teatro não seria possível”.

Mergulhando no passado, primeiro na Grécia Antiga, passando pela Inglaterra shakespeareana da Rainha Elisabeth, até os dias atuais com o cinema de Hitchcock, Chico falou sobre a importância do teatro dentro da sociedade. O teatro tem a função de estimular potencialidades humanas, como a imitação e o fingimento, que estão ocultas em todas as pessoas, ou melhor, que estas preferem ocultar diante do mundo. Segundo Chico “o teatro é o aproveitamento da sensibilidade interna do indivíduo: é a interface entre a sociedade e o indivíduo. Uma lâmina reflexiva entre a sociedade e ela mesma; o indivíduo e ele mesmo. Todos são capazes de se reformular a partir do espelho teatral. A partir da reflexão do seu comportamento e suas peculiaridades”.

 

Chico explicou similaridades e diferenças entre antagonista, protagonista e escudeiros; ritmo de apresentação teatral e estruturas funcionais. Os interessados podem se aprofundar no assunto no dia 24 de março às 20h no Teatro Arena, onde ele ministrará os cursos de dramaturgia e dramaturgia do ator.

No final, para encerrar a oficina com chave de ouro, Chico deixou como um ponto de reflexão o seguinte pensamento: “Hoje quando vocês forem para casa dormir, se isso acontecer, antes de se deitar na cama, caminhem até o espelho. Quando estiverem de frente com este, observem atentamente e estranhem o seu rosto, e, vejam como é maravilhoso, o rosto. Depois façam o mesmo com as mãos, em seguida com o sono e o sonho. Porém, ao se deitar, não adormeça na mediocridade do seu quarto. Adormeça onde você realmente está: na galáxia!” – e completou aos risos – “Estou vendendo terreno lá!”.

Por Maria Isabel Camara

Fotos: Fábio Pagan

Compartilhar.

Comentários encerrados.