Centenário de intelectual luso-brasileiro é comemorado

0

Você sabe quem foi Agostinho da Silva? Escritor e pensador português, seu legado merece ser reconhecido pelos brasileiros nestes tempos difíceis. Figura absolutamente ímpar da cultura luso-brasileira, o autor deixou traduções, ensaios sobre cultura clássica e estudos dirigidos à educação popular. Como intelectual militante, fundou universidades e centros de estudos e atuou como conselheiro de presidentes e governos. Publicou imensa obra pedagógica, científica, literária e filosófica.

Comemora-se este ano o centenário de seu nascimento. Por isso o Memorial da América Latina realiza um seminário e uma exposição em sua homenagem, no dia 9 de outubro, às 18h30. Haverá palestras dos professores Amândio Silva, Marcelo Ferraz, Romana Valente Pinho, Amon Pinho Davi, Constança Marcondes César  e Paulo Alexandre Esteves Borges (conheça mais sobre eles nos links abaixo).

Espírito livre, inconformista e original em todos os domínios, Agostinho da Silva colocou as idéias e a vida ao serviço do pleno cumprimento de todas as possibilidades humanas. Em conformidade, e na linha de Luís de Camões, Padre Antônio Vieira, Fernando Pessoa e Jaime Cortesão, intuiu a superior vocação da cultura portuguesa, brasileira e lusófana como a de oferecer ao mundo o seu espírito fraterno e universalista, contribuindo para a criação de uma comunidade ética-espiritual mundial, onde se transcendam e humanizem as diferenças nacionais, culturais, políticas e religiosas.

Auto-exilado no Brasil, Agostinho da Silva tinha uma vasta rede de amigos, entre eles a poetisa e tradutora brasileira Dora Ferreira da Silva, falecida em 6 de abril deste ano, autora de livros como Andanças, Talhamar, Retratos de Origem, Poemas da Estrangeira e Hídrias. Ela igualmente será homenageada no seminário dedicado a Agostinho da Silva, com o mesmo direito a exposição de fotos, livros e documentos.

Dora foi três vezes ganhadora do Prêmio Jabuti, tendo recebido o último em 2005 pelo seu livro Hídrias. Ganhou também o prêmio Machado de Assis, da Academia Brasileira de Letras, em 2000, por sua obra Poesia Reunida. Como tradutora, destacam-se seus trabalhos com autores como Rilke, Saint-John Perse, San Juan de la Cruz, Hörderlin e Jung. Também atuou como editora, fundando a revista Diálogos, juntamente com seu marido, o filósofo Vicente Ferreira da Silva. Depois, criou a revista Cavalo Azul, para difusão da poesia.

Veja também:

Biografia de Agostinho

Biografia de Dora

Biografia dos Palestrantes

Seminário:

“Homenagem a Agostinho da Silva e Dora Ferreira da Silva”

9 de outubro de 2006

– 18h00 Abertura das exposições fotobiobibliográficas.

– 18h30 Abertura do Seminário – Fernando Leça, Diretor Presidente da Fundação Memorial da América Latina.

– 18h40  Palestras:

. Reviver Agostinho no Brasil – Dr. Amândio Silva

. Notas à margem da presença de Agostinho da Silva no Brasil: de Dora e Itatiaia à Arquitetura na Mantiqueira – Prof. Marcelo Ferraz

. De O Cristianismo ao Alcorão: as interlocuções filosófico-religiosas entre Agostinho da Silva, Dora e Vicente Ferreira da Silva – Profa. Romana Valente Pinho

. Entre a Argentina, o Uruguai e o Brasil: andanças agostinianas de Latino-América – Prof. Amon Pinho Davi.

– 20h00 Exibição do documentário Presença de Dora Ferreira da Silva, produzido pelo Espaço Cultural Pés no Chão.

– 20h15       Palestras:

. O sagrado na obra de Dora Ferreira da Silva – Profa. Dra. Constança Marcondes César

. O sentido histórico-civilizacional e espiritual da cultura luso-brasileira no pensamento de Agostinho da Silva – Prof. Dr. Paulo Alexandre Esteves Borges.

– 21h00 Debates

– 21h20 Exibição do filme Agostinho da Silva: um pensamento vivo, de João Rodrigo Mattos, produzido pela Alfândega Filmes (80 min.).

– 22h40 Encerramento

Exposições Fotobiobibliográficas

de 9 de outubro a 4 de novembro de 2006

“Agostinho da Silva – Pensamento e Ação”

“Dora Ferreira da Silva & Agostinho: Diálogos na Montanha”

Durante o período das exposições, ficará à disposição do público na Videoteca da Biblioteca Latino-Americana Victor Civita o documentário “Presença de Agostinho da Silva no Brasil”.

Homenagem a Agostinho da Silva e Dora Ferreira da Silva

Segunda-feira, 9 de agosto de 2006

Das 18h às 22h40

Memorial da América Latina

Biblioteca Latino-Americana Victor Civita (portões 1 e 6)

Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda (ao lado do metrô)

Entrada franca

Telefone para informações: (11) 3823-4660

 Apoio:

Compartilhar.

Comentários encerrados.